Recolha e análise da crítica e jornalismo sobre Artes Visuais na imprensa escrita em Portugal.

quinta-feira, março 09, 2006

Jesus

“O permanente experimentalismo de E.M.Melo e Castro”. Sobre exposição de Melo e Castro na Fundação de Serralves. Óscar Faria.
Público, 2006/02/10.


Sem comentário.

“Comissariada pelo responsável da instituição, João Fernandes, a mostra pretende revalorizar um autor que, nos últimos anos, tem prosseguido o seu percurso nas margens do sistema artístico. Como revela Melo e Castro, certo dia o director do museu, num encontro, disse: “Quero ressuscitar-te; e eu ressuscitei, não tive outro remédio”.